quinta-feira, 28 de abril de 2011

Cp 17- A verdade.

A verdade...
Eu me joguei na cama atormentada com tudo o que havia ouvido.
Isso não podia ser verdade! Não podia!
Senti o sangue esfriar correndo em minhas veias, e esquentar ao mesmo tempo. A gravidade parecia que não fazia mais efeito e o céu e o inferno não tinham diferença.
Nada do que fiz na minha vida era verdade. Tudo fora uma farça! Uma grande farça!
A verdade dói, mais é a verdade.

Trancada no quarto, em cima da cama, abafando um grito no travesseiro lágrimas atormentadas escorriam por todo meu rosto. Senti... eu fui apenas um erro.

Eu não queria lembrar dos retrocentes 10 minutos, mais era o que mais rondava minha mente, e a lembrança foi inevitável;

Flash Back

Ela entrou de queixo erguido e se sentou no sofá, logo em seguida me sentei ao sofá a sua frente.
A sua expiração estava  cerrada como a minha, meu coração só não saltava porque se eu morresse, nunca saberia a verdade.

- O que você quer? - ela por fim perguntou.
- A verdade - aquilo saiu tão delicado, quanto eu acharia.
- Toda ela? - ela voltou a achar meus olhos, seus lindos olhos negros me impressionavam, tinham coragem, bravura  e rancor. Nunca nada foi tão perfeito e perturbador em toda minha vida.
- Toda ela - eu por fim suspirei, esperando ela desviar o olhar, e ela não o fez.
- Era dia 20 de Agosto de 1992 quando sua mãe lhe deu a luz em casa, apenas com a ajuda de uma doméstica que havia lá - uma mecha do cabelo incrivelmente encaracolado caiu para trás - nada mais havia importância a sua mãe Demetria, apenas você. O coração dela saltava quando lhe deu a luz, mas logo veio a conciencia - ela engoliu a seco - sua mãe, Demetria, teve uma noite de descuido quando se apaixonou por seu pai - lágrimas se formavam em minha face, mais era como se eu engolisse-as a seco - foi inocente. E aquilo não podia ter acontecido, ela descobriu que estava grávida, e não podia contar aos pais, pois a espancariam e a mataria - ela franziu o lábio - então ela deixou passar. Mais era mais visível a cada segundo. Sua mãe se afastava de tudo... mais uma hora não deu para esconder. A empregada  da casa veio a questiona-la, sua mãe falou a verdade. A empregada jurou segredo e jurou ajuda-la. O tempo passou e passou. Quando te teve por alguns segundos nos braços soube que você era dela, somente dela - meu coração apertou- . Aquilo não durou muito... sua mãe ficou sabendo que havia uma mulher que perdeu o bebê de tanto querer ter um. Você seria bem cuidada, teria leite e casa, era uma família muito rica. E você foi entregue na porta, com as lágrimas escorrendo, você achou sua verdadeira família.

Minha garganta estava a seco, como se não conseguisse engolir tudo aquilo.

- Seu pai? - ela suspirou - Nunca soube. Pois se soubesse faria de tudo para que não a deixasse. Aquilo não... não... não dava- ela suspirou- Sua mãe a amava, Demetria, a amava muito, mas se contasse a seu pai ele... sua mãe não queria sua morte. Seus pais a espancavam deixando sérios hematomas, ela não queria isso para você.

Eu estava estática. Nada passava pela minha mente. N.A.D.A.

-  Logo quando a deixou na casa de outra pessoa, não sabia que tudo iria acontecer.
- Tudo, o que? - eu consegui falar.
- Que sua mãe de criação se apaixonara por um homem, e ele roubara tudo dela e sua família. O que você tem hoje Demi - ela deixou seus olhos afiarem aos meus -. Você acha que seu "papai" - ela falou com voz infantil- teve tudo isso sozinho? Construiu isso? - ela deixou os dentes a amostra - não! Ele deixou sua mãe sem sentimentos e... você, que hoje está. Sã e salva - ela por fim falou.

Era muito para engolir... mais uma perguntou não calou em meus pensamentos e simplesmente saiu:

Demi off

Selly on

Eu acordei as 6:00 como sempre, nada poderia mudar. Tomare que não.
Meu coração relembrara de ontem a noite  e tudo ficou maravilhoso novamente em meus pensamento.
Nick era meu. Somente meu.
Eu sorri, me levantei da cama, a qual eu me virei e o vi dormir. Dei um beijo de leve em seus lábios e devagarinho desci degrau por degrau, mais algo me fez parar. Vozes.

- Como? - era a voz de Demi. Revoltada - Me responda. Como sabe? - ela gritava.
- Eu... - ela lhe respondeu, como um sussurro que eu não consegui ouvir.
- Saia! - Demi gritava loucamente, ouvi o barulho da porta abrir- Agora!
A porta voltou a se fechar e ouvi os soluços de Demi, e a ouvi escorrer a porta, até o chão. provavelmente Demi.
Eu queria tanto perguntar o que havia, mais eu permaneci ali parada.
Foi inevitável ouvir os pesados passos de Demi a escada abaixo, e o estalo da porta de seu quarto.
[Meu coração deu um pulo.

O que estava acontecendo?

Mais o pulo foi maior quando eu vi a porta se abrir novamente.
Ashley.
Ela simplesmente sumira! Sem sinal!
Nem a morte da irmã ela estava presente.
Mais o que?

Ela estava com um salto quebrado, o vestido preto rasgado, o cabelo totalmente desarrumado e com um caderninho na mão.
Eu tenho que para-la.
Sua respiração era tão pesada que dava para ser escutada.
Eu desci rapidamente as escadas e me pus de frente a ela.

- Ashley... - eu disse apavorada.
- Sua idiota!- ela gritou - Você também vazia parte disso, não vadia? Não vazia? - ela estava em minha frente com os olhos pegando fogo.
- Eu não... - eu não pude responder ela me deu um tapa. Um tapa que eu caí no chão desamparada.
- Não minta para mim sua vaca! - ela gritava apontando o dedo em meu rosto.

Passei a mão em minha face sentindo as marcas de seus dedos vermelhas.

- Onde ela está?? - ela me perguntou, cuspindo - Cadê aquela...? - ela não terminou, somente saiu, descendo os degraus da escada. Eu não podia gritar.
- Ashley! - ouvi os estalos de seu salto quebrado parar.
Ela subiu os degraus que tinha descido.
- Você não vai! - eu gritei indo de confronto com ela.
- Não vai ser você quem vai me impedir - ela veio em minha direção, vi o punho dela e depois o negro preencheu tudo.

Selly off

Demi onn

- Como sabe? - saiu - Como sabe de tudo isso? Como entende isso? Você descreveu até os sentimentos de minha mãe. Como sabe? - eu me levantei.

Ela se levantou, de frente para mim alcançou meus olhos.

- Você foi um erro. Nunca deveria ter acontecido. Sua mãe te amava - ela ignorou minha pergunta.
- Amava? - eu perguntei.
- Agora não... - eu não a deixei terminar.
 - Como? Me responda. Como sabe?- eu não me importava com mais nada, lágrimas descontroladas escorriam por meu rosto, e eu a ignorei desta vez;
- Eu...- sua voz falhou - Demetria, sou sua mãe - ela sussurrou, e uma lágrima que estava escondida em seu olhar caiu.
- Saia! - consegui gritar desolada - Agora! - eu abri a porta.
Vi sua sombra caminhar até ela, um ultimo olhar foi lançado.
Eu fechei a porta com ela fora.

Eu tentei limpar as lágrimas de meu rosto, as lágrimas que insistiam em escorrer violentamente
Me escorei na porta até cair no chão.
Não podia ficar ali.
Levantei raivosamente e me pus em pé, tentando ser forte, ou fingir, pois não aguentaria ficar em pé muito tempo.
Eu consegui deixar minha visão relumbre até meu quarto, e então cai na cama, abafando um grito no travesseiro.

Fim do Flash Back

Tudo passava, e voltou a passar e passar, até minha mente ficar tão atortada que nem pensar, pensava mais.
E então a porta do meu quarto foi arrepetada.
- Acho que a "princesa dos contos de fadas" perdeu seu diário, não é? - aquela voz ardida invadiu meus ouvidos em segundos.

Ashley.

- O que acha que "bruxa" devolve-lo?

***

Respostinhas dos coment´s mais lindos desse mundo:

Dê: WOTT obrigada :) Pode deixar que estou fazendo esse favor! Hehe. Love U too. Beijins de estrelas.

Kah: Obrigada! Haha, tento melhorar cada vezz mais flor :) Haha, você que é uma fofa e me deixa sem palavras para responder esse lindo coment. Obrigada. Haha voo tenta. Beijins de estrelas.

Jó: Haha obrigada. O seu bom gosto é realmente apreciado! *-* Você que é fofa! Beijins de estrelas e espero ter matado sua curiosidade.

Jeny: Haha, quanto mais tenso, mais curiosidade. Então eu te esquentei? Você tinha gelado e agora eu te esquentado (parei!). De nada, obrigada você por esse coment maravilhoso! :) Love U. Haha existimos, é o que importa! 

Aila: Obrigada BEST! :) Sô #DUMAL.  Pode deixar que divulgo! Beijns de estrelas.

Flufy: Haa eu demoro mesmo! È um post por semana, se eu tiver inspirada. Obrigada! Tento. Beijins de estrelas Love U.

Jemi: OBRIGADA! Claro que não! Nunca iria querer isso! Obrigada. Haha. Obrigada, vo me senti agora! Você que é muito fofa. Voooo posta. Beijins de estrelas e obrigada novamente pelo carinho.

Duda, Sofia, Victória, Verê, Carla e Thiffany: claro que irei! Com prazer. Haha deve concerteza ser melhor. Vocês são ótimas! Irei. Beijins de estrelas e obrigada.

 Mona: ooo BEST obrigada. #Tento. Beijins de estrelas. Love U.

Anonimo: Obrigada. Serio? WOOOTTT ganheio o dia! *-* Obrigada, obrigada, obrigada, obrigada e 100000000000000000000 de obrigadas. Beijins de estrelas e espero que tenha gostado do cp.
Are You Make Me Smile: obrigada flor. Estou honrada. Beijins de estrelas.

Agradeço os coment´s.

10 coment´s.

Amhu vocês.
Ass:Lívia.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Cp 16 - Talvez eu possa te explicar muita coisa.

*-*



Quando se deu conta seus lábios estavam junto aos dela...


Demi onn


Eu estava maluco por aquilo, como um raio de amoções me tomou da cabeça aos pés. Eu queria aquilo.
Quando me toquei nossas linguas queriam espaço e meus braços estavam envoltos a sua nuca, ele segurav firme minha cintura.
Aquilo me enlouquecia, logo quando ele me tomou um arrepiu subia até minha espinha, senti o sorriso se formar em seus lábios.
Rapidamente algo novamente me subiu pelo corpo... era um tipo de vulção que entra em erupção.
Era maravilhos me sentir viva novamente.
Mais logo uma imagem me passou pela cabeça e foi de meu pai e minha mãe, mais algo naquilo não tinha vinculo. Voltei a me lembrar da imagem e da gritaria com meu pai. Eu diss eque ele NÃO era mais meu pia.  E uma expressão o tomou.
Meu coração explodia e eu voltei a sentir Joe.
Eu precisa da verdade, mais preciso dele também.
E me vejo diante de uma escolha cruel...
Se quero a verdade tenho que abrir a mão de Joe...
Por que?
Porque ele não vai sofrer, do jeito que eu já sofri.
Eu o amo. Eu o amo. Eu o amo. Eu o amo aé o fim do mundo!


Então eu desinrosquei minha mão de sua nuca, e começei a não me movimentar mais, nossas faces se separaram.


- Joseph me desculpe -eu sussurei.


Seus olhos estavam fixos ao meu ainda, sua expressão esvaziou.


- Saia - eu contrai meus lábios na esperança de não aparecer as lágrimas já formadas em meus olhos - saia - eu voltei a repetir decisiva.
Então ele se soltou de mim, e aquele arrepiu voltou a tomar conta, como se eu deixasse meu coração.
Então ele se virou e eu mechei os olhos.
Ouvi a porta bater.


Eu ari meus olhos e lágrimas instantaneas desceram.
Eu me joguei na cama com tudo, me contorcendo sentindo o arrependimento tomando conta.
Então senti o coração apertar.
Meu diario! Quero meu diario!
Ele havia desaparecido... fui até minha bolsa de escola a abri e nela rranquei uma folha de meu fichário, com a caneta a mão as primeira palavras foram escritas:

" Bem acho que chegou a hora de tudo ser contado não? Minha vida é uma fraude e teria que admitir isso uma hora ou outra. Me apaixonei pelo cara errado, minha "meio-irmã" se mata, meu amigo gay não é mais gay. Isso daria um bom livro de drama! Mais sabe de uma coisa? Ele não acabou ainda. Não para mim. Eu abri a mão dele agora que a verdade, a qual eu nem sei se vai aparecer."

Uma lágrima escorreu pelo papel.

" Eu nunca quis nada... mais então senti ele. Eu o quero! Eu o AMO! Mais preciso descborir quem eu sou! Eu preciso! "

Então quando me vi meus olhos se fechavam e eu cai na cama.
Demi off

 Selena onn

Ele não respondeu.

- O que o Sr. fez para ela? - eu voltei a gritar revoltada

Nunca ninguem soube, mais eu sim, sempre soube. Miley era apegada demais a esse pai e teve um dia que...

Flash Back

Era férias e eu tinha recebida uma viagem do patrão. Estava feliz e tudo mais... Eloise foi ver a mãe dele naquele dia. Dia de minah partida. Ashley estava com Joe e eu iria viajar.
O pior foi o choque de descobrir que os aeroportos fecharam pela chuva forte que prejudicava todo os Estados Unidos naquel epoca.
Triste e acabada eu voltei para a casa - já que é minha unica-.
Eu cheguei ouvindo gritos, e não eram GRITOS, eram gritos... gemidos.
Então eu entedi tudo.
Permaneci em silêncio pois sabia que aquilo era  auncia coisa que My se sentia feliz... não sei porque, mais nunca contei nada para ninguem Aquilo ficou em segredo... até hoje.

Fim do Flash back

- Eu nunca contei para ninguem até hoje! - eu gritava revoltada- eu sei de tudo! 

Ele levantou do sofá revoltado apontando o dedo para mim.

- Você não sabe de NADA! - ele estava com a mão posta par me dar um tapa.
Mais Nick foi rapido e segurou sua mão.
- Nem pense em tocas nela! - ele gritou.

Nick se voltou a mim e segurou em meu braço me levando para seu quarto.

Ele me abraçou quando chegamos lá. Um abraço confortavel e maravilhoso. Me senti protegida. Me senti bem.
Ele se afastou e me encarou com um olhar de tirar o folego.
- Selena você precisa saber da verdade. Toda ela!- eu o fitei - não sou quem pensa que sou! Selena você me mostrou quem sou - ele sussurou - Eu era gay...- aquilo saiu como um desabafo -Era... você.. você apareceu. E... eu nao tenho palavras. Eu te amo! -eu não aguentei agarrei ele sobre a nuca e o beijei.
Eu o beijei como nunca havia.
- Eu te amo - diss entre os beijos.

Ele se encaminho para a cama comigo e nós adormecemos entre beijos.

( Não pensem bobagem! Eles só dormiram juntinhos. )

 Demi onn
Minha visão estava embaçada e me vi em cima da folha que escrevi.
Um lindo dia ocupava todo o dia. Olhei o relógio: 5:00.
A escola!
Eu nem sei se to com cabeça para isso, mais eu tenho que me reeguer. Eu me levantei e me olhei no espelho da escrivaninha, meu cabelo cacheado estava encontrolavel. Vesti uma calça preta, uma bluca branca e um cardigã rozo e preto por cima, com um all star roxo.
Fiz minha higiene.
Sabia que a casa estaria um silencio. Eles acordam as 6:00, o que me dá uma hora de vantagem.
Eu desci e fui para a cozinha que me dava vista pa o jardim... Eloise estava nele debrucada sobre o chão.
Eu rapidamente fui para ele em direção a Eloise. A meio que peguei no colo me sentando no jardim.

- Eloise acorde você tem que dormir - eu falei calma e vi lágrimas rolarem por sua face.
- Eu a enterrei Demi - ela afirmou com a voz tremula - eu a enterrei.
Meu coração apertou.
- Tudo bem você precisa dormir - então eu a apoiei para levantar.
Nós entramos e eu subi com ela até seu quarto, abri a porta e ela entrou, fechando a porta.

Nossa aquilo doia meu coração. Enterrar a filha deve duer.
Então senti as lágrimas...
- Não, não Demetria... um recomeço.
Eu voltei a descer para o cozinha e eu assim comi sucrilhos, eu os engoli para ser exata.
Logo com a mochila em minhas costas eu fui até  porta.
Demi indo para a escola tão cedo?
Eu só quero dar uma caminhada para refrescar minhas ideias.
A abri e bem eu vi o que não esperava.
Uma linda mulher de jaqueta de couro, uma bota preta e uma calça jenas enstava a minha frente. E achei seus olhos e ela me fitou.

- Demi...- ela sussurou.
- Eu? - perguntei.
- Desculpe é que... - senti um arrepio.
- Hum... - o que vou perguntar? Quem é você? ou o que faz aqui?
- Desculpe eu sou Nina - ela sorriu esticando a mão.
Eu a apertei.
- Sei quem você é - ela soltou essa frase.
Eu a fitei, como assim?
- Demetria Devonne Lovato - ela falou - adptado. Seu nome verdadeira é Demetria Black Flame - ela ergue o queixo.
Ela sabia meu nome de verdade que nem eu sabia? Será que tá louca?
- Demi seu quem são seus pais, de verdade! Sei de sua historia. Sei da verdade, toda ela  - ela voltou a me fitar com aqueles lindos olhos negros- Você nasceu no dia 20 de agosto de 1992, sua mãe mudou essa data para 25 de agosto, porque foi quando você chegou lá. Sua mãe tinha perdido um bebê, e somente ela sabia disso, mais havia leite em seu peito e era sua mãe quem te amamentou, não a de verdade mais a que te criou e você cheme de mãe.
- Eu não...- nada conseguia sair de minah voz.
- Talvez eu possa te explicar muita coisa - eu senti meu coração diminuir e o sangue quente correr pelas minhas veias.
- Quer entrar? - eu perguntei decidida.

Eu saberei da verdade a qualquer custo.

***

Respostinhas:

Mona: obrigada flor. Agradeço de coração por seu carinho e dedicação! #Tento. Bejins de estrelas.

Mayra: nossa obrigada! *-* O.k. Agradeço mesmo! *-* Beijins de estrelas.

Loisi: AH obrigada mesmhu! *-* Você é uma fofa! O.K. Beijins de estrelas.

Kah: Obrigada! Infelizmente! :( Haha eu tbm! #Tento. Que isso, não foi nada! Sempre ai... Beijins de estrelas.

Love Game: Obrigada! O.K. Denadaa#

Gabriela: haha obrigada pela compreensão. #Tento. Beijins de estrelas.

Dreams: Obrigada! :) Agrdeço mesmo. #Tento. Beijins de estrelas. Amoo você também.

Aila: HAAA BEST obrigada! *-* Só você mesmhuu ein... haha! #Tento. Beijins de estrelas.

Jó: HAAA muitoooo muitooo muitoooo obrigada mesmhu! Você é uma fofa! *-* Obrigada! HAAAAAAAAAAA meu sapato de cristal, série? Sua preferida? Meu que honra! *-* Obrigada mesmhuuuu! Ganhei o dia! Pois é. Mesmhu! Obrigada! #Tento.

Teresa: HAA obrigada! Eu também fiquei. Agradeço pelo carinho. #Tento. Beijins de estrelas.

Jeny: HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!! Obrigada! Uma honra imensa isso! Inspirção? AAA só você para me fazer sorrir! Obrigada!  Morreu mesmhu... :( Haha infelizmente se eu te falar isso é mentira! HA eu as faço! *-* Por que? Quer uma encomenda? Tipo a minha foto de cabeçalho? Se quiser é só entrar em contato BEST: liviastramare@yahoo.com.br  dai você me fala que fotos quer e eu faço tipo o meu. :) Haha você tá viva, né? Viu! *-* Haha #Tento. TE AMHU BEST! Obrigada por existir.

Nanda: HAA obrigada! Otima, eu? HAA você que é bondosa demais! Obrigada! HAAA não morreu não, vivo sem você nooop! Haa obrigada pelo perdão. Haha! OBRIGADA!

Celle: OBRIGADA! Desculpe...:( eu sigo mais fic´s! Mais divulgarei. Beijins de estrelas.

Flufy: serio? Obrigdaa, vindo de uam pessoa como você é bastante importante. Haaa seu ponto de vista é ótimo. Obrigada! você é muitooooo DIVA! OBRIGADA! TE AMHU NOVA BEST! Beijins de esterelas.

Kary: obrigadaaaaa! *-* Concerteza. Beijins de estrelas.

Gaaabs: OBRIGADA! #Tento. Concerteza. Beijins de estrelas.


Gente agradeço de verdade os coment´s. São lindos! OBRIGADA! 


PERFEITOS! *-* 

Olha eu estou cada vez mais surpresa com tudo! Com vocês, comigo mesma, com o tempo, o destino... Eu queria poder agradecer a T.U.D.O. E aii vai meu humilde: obrigada!


10 coment´s.

Agradeço novamente.
Amo vocês, sempre e eternamente.

Da sua humilde escritora:

Ass:Lívia.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Cp 15 - O sol irá brilhar depois da tempestade.

huç


Demi onn

Eu fui desesperadamente para o quarto de Miley com a esperança de...
O rádio tocava fuckin Perfect, a porta do banheiro bateu com o vento e com passos leves eu cheguei a imagem que asombrou minha mente durante anos.

Demi off
Miley morta dentro da banheiro.
O coração de Demi estava a mais de mil quando a imagem chegou ao seus olhos.

Lágrimas se formaram no outro segundo nos olhos de Demi...logo Joe apareceu atrás dela fitando a imagem que estava em sua frente.

- Miley...- ele murmurrou rapidamente.

Demi rapidamente se ajoelhou a banheira e abraçou Miley, a abraçou se molhando de sangue e água.
- Não Miley... por favor - sua voz saiu tremula.
Demi sabia que Miley não se encontrava mais ali.
Ela se pressionou mais contra o corpo de Miley como um abraço que não poderia ser separado, mais algo a fez desgrudar de Miley.
Elouise.
Ela apareceu a porta do banheiro olhando a imagem.
-Miley - um grande e atordoante grito saiu da voz de Elouise.

Demi se fastou de Miley viu Elouise a abraçar, suja de sangue Demi achou os olhos de Joe no outro segundo que fitava a imagem.
- Ela tá morta - isso saiu como um desabafo da boca de Demi.

Dando as costas para aquilo ela saiu do quarto de Miley e se dirigiu a escada a qual ela desceu e foi para seu quarto, a qual ela trancou a porta quando entrou, acabada, toda suja de sangue, ela tirou peça por peça de roupa em seu corpo e entrou na morna dcuha que ligou no outro segundo.

Sentindo as desesperadas gotas de água cairem sobre seu corpo, ela se deixou como que "cair" junto. A imagem de Miley morta não saia de sua cabeça. Ela pegou o shapoo e masageou seus cabelos com calma e precisão, deixando novamente a agua correr sobre eles, ela passou o condicionador lentamente em seus cabelos e deixando a agua escorrer sobre eles novamente ela pegou o sabonete e o passou por todo seu corpo e novamente deixando a água correr sobre ela ela fugiu daquele mundo.
Se deixando flutuar sobre a água que escorria sobre seu corpo ela pensara em Miley feliz e alegre pulando para todo o quanto. E logo depois a imagem dela morta sobre uam banheiro.
Seu pensamentos estavam perdidos e Demi não tinha a quem culpar, até esse momento.

Seu pai.

Ele fizera sexo com Miley quantas vezes? Para ela querer se matar? O que será que aconteceu de verdade? Seu pai não iria lhe responder a verdade se perguntar.

Demi novamente voltou a sentir a doce água flutuar sobre seu corpo...

Tinha de ser tão complicado? Estava acontecendo tudo tão rapido! Demi não conseguia acomapnhar...
Ela desligou a ducha com dignidade o bastante para sair de lá e se enchugar rapidamente. Era como se ela não pudesse sair de lá, estava presa... presa pelo cansaço.
Somente jogando um roupão sobre si ela foi até o centro do quarto e se dirigiu a uma das janelas a fechando-a assim como as outras. Todas fechadas ela desabou sobre a cama de frente para a porta, a qual a chave estava pendurada, e a qual ela viu a chave girar.
Por um momento se achou insana, mais logo a chave terminou de girar o trinco se abriu, e na frente era ele.
Ele fechou a porta a trancando e a olhou, lindo sobre a cama.

- Desculpe se eu...- antes dele terminar a frase Demi ja estava de pé a sua frente colocando seu dedo indicador sobre seus lábios e o impedindo de falar.
- Cale a boca - um sussuro saiu dos lábios de Demi.

Ela deu as costas para ele e se direcionou a cama a qual ela deitou.
Ele a olhou e se deitando de "conchinha" a ela, todo molhado ele fez um tipo de presão para os corpos se aproximarem mais.

- Estarei com você - ele falou em sussuro sobre o ouvido de Demi.
Um tipo de bomba imediata atingiu o coração de Demi que se levantou da cama imadiatamente.
- Aii! - ela gritou brava no meio do quarto.

Joe se inclinou para frente para observar Demi.

- Por que? - ela perguntou brava - Por que estará comigo? Por que? Eu nunca precisei de NINGUEM! Sempre estive sozinha e você diz que está comigo? - ela dizia num tom de suplica.
- Estarei - ele afirmou se levantando da cama.
- Sempre fui e serei sozinha Joe, você não entende? Nada que amo para, nada que amo sobrevive.
- Eu estou aqui.
- Não! Você esta aqui por você, e não por mim.
- Então por que estou aqui?
- Você esta aqui nesse momento. Mais quando eu voltar a precisar de alguem, você não estará mais!
- Por que não?
- Porque as coisas são assim! Nunca consegui ser feliz... nunca FUI! E você não esta comigo.
- Eu estou.




Nick gritou seu nome sem a esperança de um retorno, então se virou para Selena que esta aatrás dele.

- Selena eu tenho que lhe dizer uma coi...- ela ja impedia seus lábios com o dedo indicador.
- Não precisa - ela afirmou sorrindo.
- Preciso! - ele inssistiu.
- Não!!!

Um grito soo em seus ouvidos.

- Miley! - e era a voz de Elouise.

- O que aconteceu? - Nick perguntou desnorteado para Selena.
- Não sei... - ela segurou em sua mão e o guiou até a sala.
- Eles devem estar no quarto - Nick afirmou pressionando a mão de Selena.

Eles subiram rapidamente e se deram de cara com a porta do quarto de Miley escancarada, e logo a do banheiro, Elouise estava segurando a filha ensanguentada no colo.

- Sra.Elouise o que...? - as palavras não saiam da boca de Selena, e foi para o encontro de Nick no abraço.
Nick a pressionou contra ele vendo aquela terrivel imagem.

- SAIAM! - Elouise gritou furiosa os expulsando.

Eles rapidamente assustador fecharam a porta do banhiero e quarto ficando no corredor.
Selena se debruçou no ombro de Nick deixando escorrer algumas lágrimas.

- Vamos sair daquei - disse Nick firme assumindo o controle.

Eles desceram as escadas e se deparam com Eduardo na sala com as mãos sobre a face sentado no sofá.

- O que o Sr. fez para ela? - Selena gritou revoltada se soltando de Nick.




- Eu estou - o tom dele era tão firme que Demi não conseguia negar que era verdadeiro.
- Você não entendeu Joe... nunca vai entender- Demi abaixou a cabeça.

Joe rapidamente a levantoou e se prendeu ao olhar de Demi.

Quando se deu conta seus lábios estavam junto aos dela...

È... o sol pode brilhar depois de uma tempestade.

***
E então gente, o que acharam?
Gostaram do cp?

Respostinhas: 

Jeny: AEEE a primeira! HAAA que fofa! DE LONGE ASSIM??? OBRIGADA! EU TBM! :) Deve duer demais! Também te amhu muito BEST! #Tento.

Larissinha: haa ok obrigada! *-* FOFA! Claro! *-* Divulgarei.

Mona: HAA OBRIGADAAAA! *-* #Tento. Te amhu BEST!

Mayra: HAA obrigada obrigada e obrigada! *-* #Tento. Beijins de estrelas e OBRIGADA!

Aila: HAA e você cada dai evoluindo! HAAA ²! DEMAIS! E vc tbm sabe disso. #Tento. Beijins de estrelas.

Kah: HAA obrigada! HAHA eu tbm riii! #Tento! Com rpazer divulgarei.

Cris: haha caraca você é muito fofa! *-*  Com prazer! #Tento.

Dreams: Haha.. que bom! *-* Morreu...:( OBRIGADA! #Tento. Beijins de estrelas! TBM TE AMHU!

Bia: HAA obg fofa! *-* Claro que divulgo! OBG! Beijins de estrelas.

Anonimo: HAA obrigada! *-* È ua honra saber disso. CLARO! Sem preoblemas! #tento. Beijins de estrelas.

Morena: OBG! Divulgo sim! 

Jemi´s Love Story: HAAAAAAAAAAA que fofa! OBRIGADA!!! #Tento. Beijins de estrelas.

Pah: Hey obrigada! *-* Divulgo siM! *-* Beijins de estrelas. #Tento.

Anonimo: #Tento... OBRIGADA! :)

Nanda: Uma das poucas.. obrigada! HAA que bom! *-* #Tento. Beijins de estrelas BEST !TE AMHU!


MARAVILHOSOS!

Gente a cada dia que passa eu nem sei mais como agradecer vocês... tá ficando dificil.
Você são tão fofas comigo. *-* OBRIGADA A CADA UMA DE CORAÇÃO! *-*

15 coment´s... :)

Amhu vocês do fundo do coração.

De coração e esperança: 
Ass:Lívia.