terça-feira, 24 de maio de 2011

Cp 19- Estou livre!

hrgft

O meu verdadeiro pai.

Era real, mas confesso que no fundo eu duvidei. Tive medo, guardei isso e me sufoquei. Mas agora... agora é a hora.

Não bastavam palavras e sim uma ação. Fui até ele e lhe dei um abraço.
Eu abraço forte e aconchegante que queria poder ter recebido quando tive medo, tive raiva e tive isso... isso que ronda meu coração por feito de ações. Agora eu tenho. De verdade.

As lágrimas que eram de trsiteza e frustação se transformaram. Se transformaram em lágrimas de alegria, orgulho e paz interior.  Aquele era meu pai.

Logo senti suas mãos indo a minha volta também.
Sei que ele não estava entendo nada, mas... ele é meu pai.

Quando mais eu pensava mais lágrimas rolavam e o sorriso sacastico também se transformara em um sorriso de amor.

Ele se afastou e eu sorri, vendo ele sorrir comigo.

- O que...
- Eu sou sua filha - eu o enterrompi.
- O que? - ele foi rápido.
- Eu sou sua filha - minhas bochechas irrigaram pelo choro e mais lágrimas rolaram.
- Isso não pode... porque eu - ele parou e durante um segundo (um longo segundo) ele retornou com um sorriso que virou outro abraço.

Logo voltamos a nos soltar.

- Como... onde... por que? - as palavras sairam embaralhadas de sua boca.
- Eu te explico tudo! - eu chorav  e ria, me senti uma... uma completa idiota sonhadora.

 ***

Depois do último sinal da escola tocar e depois de uma longa conversa, nós nos levantamos.
- Desculpe... - eu o fitei. -Desculpe por não poder estar presente quando precisou de mim - ele chovara agora. Lágrimas de tudo.
- Você sempre esteve- eu sorri, já sem mais lágrimas para derramar. - Aqui - eu coloquei minha mão em meu coração.

Eu suspirei.

- Vem comigo? - ele me perguntou.
- O que? - eu respondi em aclamação.
- Vem comigo, vem morar comigo. Venha... - ele sorriu, e eu não deixei da fazer o mesmo.
- Claro que vou! - eu joguei tudo para o alto a partir daquelas palavras.
E o abraço ficou entre nós.

Eu passei do portão a fora do colégio. Sem nem sentimentos para resumir absolutamente tudo aquilo.
Era muita coisa em tão pouco tempo.

Aquelas horas com meu pai foram o suficiente para esquecer tudo o que aconteceu desde que eu pisei naquela casa.
A casa que eu entrava agora.

Eu não ligava para mais nada. Fui direto par meu quarto, peguei uma malona que se encontrava no fundo de meu ármario e coloquei tudo lá dentro. T.U.D.O.
O diario se encontrava em minha mão e com pressa o abri. As letras surgiram de minha imaginção.

" È, senti sua falta. Mas agora você está de volta.
Eu tenho tanta coisa para escrever, mas acho que nem a escrita basta para poder me entender.
Eu tenho um pai... um pai.
Meu sonho.
Conheci minha mãe.
Eu não me importo mais, aprendi. Eu me importava tanto encontrar meu pai e te-lo que acabei achando um pai falso que absou de uma de minhas meias-irmãs, que se matou a outra estava de casamento marcado com o... quem se importa? Ela roubou-me você. Eu te tirei de suas garras. A mãe delas está pertubada coma  morte da filha, uma mulher carente.
È... muita coisa aconteceu, mas o importante é o agora. Como construirei um futuro, ou poderei me lembrar do passado se não vivo meu presente?"


Um sorriso saiu naturalmente de meus lábios cansados.
Eu me enconstrava na cama, com os pés balançando. Parecia uma crinaça, tão inocente.

Então os melhores momentos naquela casa ,e passou em um flash back. O conheci Selena.
Minha doce Selena.

- Demi! - eu ouvi a porta de meu quarto se escancarar.

Era ela. Minha melhor amiga. Eu não pude a recolher de outra  aforma a não ser por um abraço.

- Selena - eu sussurou em seu ouvido em nosso abraço.
- Você está bem? Ela te machucou? - ela se soltou do abraço.
- Acalme-se, está tudo bem - disse a reconfortando.

eu a olhei por um segundo a mais e vi marcas em seu rosto.

- O que é isso? - eu eu acentuei meu rosto para sua face.
- Ashley - ela abixou a cabeça.- Tinha tanto medo de que ela fizesse algo para você - ela desabafou em outro abraço.
- Etá tudo bem comigo, mas com você... - eu me afastei.
- Estou bem - ela deu um daqueles sorriso fofos dela.
- HA eu tenho tanta coisa para lhe contar.
- Eu também tenho! - nós sorrimos.

Demi off

Algumas horas antes...

Selena onn

Eu abri meus olhos e lá estava ele. Me olhando.
Eu senti algo quente em minhas testa. Quando a toquei era um pano. Um pano com água quente. Eu o retirei e coloquei em algum lugar da cama, que eu acabara de sentar.

- O que...- eu tive um breve flash back do que tinha acontecido. -Demi! - eu praticamente gritei.
- O que tem ela? - Nick me fitou com aqueles olhos marronzinhos.
- Ela tá... - ele não me deixou terminar, voltou a me deitar na cama.
- Ela tá na escola - ele foi passivo.
- Como é que é? - eu perguntei sentindo a tolaha quente voltar a minha testa.
- Eu verifiquei, sua mochila não está no quarto e nem ela - ele voltou a ser passivo.
- Mas a Ashley.. - ele colocou o dedo indicador em minha boca.
- Psiu. Ela está bem, quem não está é você. Que eu encontrei jogada na sala - ele me olhou apreensivo.
- Ashley - eu sussurei. - Deixe isso para lá - eu abri um sorriso. - O que importa agora é que você está aqui comigo - eu achei seus olhinhos -, eu e você.

No outro segundo eu senti seus lábios quentes aos meus. Como era bom. Eu o amo.

- Eu queria que durasse para sempre - eu sussurei ao sentir seus lábios se afastarem.
- E pode - ele sorriu.
- O que? - eu o vi se levantar.

Eu me sentei. Ela foi até o fim do quarto e tirou de alguma coisa de algum lugar. Então ele pegou em minha mãe e me levou para fora do quarto.
Ele me guiou por toda casa até chegar no jardim. Era hoje o inicio da primavera.
Nossa o jardim estava absolutamente fantastico.
Ele me posicionou abaixo da árvore em que lavamos o carro. Um Ipê. Um lindo Ipê roxo.

- Feche os olhos - eu o fiz.

Era como se ouvesse milhões de borboletas em minha barriga, prontas para sair. Eu estava anciosa. O que ele queria.

- Abra-os - ele ordenou e eu obedeci.
Quando abri Nick estava de joelhos.

- Eu nunca fiz isso antes, mas espero me sair bem - ele falou limapndo a garganta. -Selena Marie Gomez aceita ser eternamente minha? - eu não podia acretidar.
- Você se saiu muito bem- eu brinquei.
- Isso é um sim? - ele me olhou contrariado e abriu a caixinha azul turquesa.
Um anel maravilhoso. De ouro, com um solo de diamante.

Eu nem esperei, eu o ergui segurei na gola de sua camisa e o beijei. Como nuna havia beijado ninguem.

- Isso é um sim - eu falei sussurando.

Ele me abraçou.

Eu sei, estava indo rápido demais.
Mas quem liga?
Eu o amo e nada mais me importa!

Ele me soltou e colocou o anel em meu dedo anular em minha mão.

Nós grudamos nossas testas.

- I love you - nós falmos em plena sintonia.

Então o som do portão estralou. Demi.

Eu dei um rápido selinho nele.

Eu subi para a cozinha com pressa e fui até seu quarto. Eu só me importava com ela naquele momento. O que Ashçley fizera com ela?

Sel off

Presente...

Demi onn

- HA eu tenho tanta coisa para lhe contar.
- Eu também tenho! - nós sorrimos.

Ela se sentou em minha cama.

- Demi estou livre - ela sorriu para mim como eu nunca a vi sorrindo. -LIVRE! - ela repetiu com mais fervor.
- Como? - eu sorri.
- Nick me pediu em noivado - ela voltou a sorrir e me apontou a mão.

Eu localizei ali o anel. O anel que o pai de Nick deu-lhe o ultimo desejo a beira da morte. para ele dar aquele anel que fora de sua mãe para sua amada. Nick havia o desapontado após sua morte. Mas agora ao ve-lo no anel de Selena.

Ele deve estar tão feliz. O meu irmãozinho de consideração.

Lágrimas rolavam no rosto de Selena.

- Eu tentava voar Demi - ela abaixou a cabeça- mas não achei assas. Nick veio e... - ela me fitou deixando a cabeça erguida e orgulhosa -mudou tudo. Ele tirou meus pés do chão - ao meio das lágrimas eu vi seu sorriso.

A abraçei novamente. E me sentei ao seu lado.

- Irei fugir com ele - ela voltou a olhar para o anel. - Não irei mais ser uma "serva"- ela fez careta. Estou livre - ela se levantou e deu uma girada com os braços abertos.
- Somos duas - eu a vi parar e me fitar.
- Como?
- Estou livre... - eu repeti sua frase. - Descobri minha mãe, meu pai e descobri que as vezes se você não imaginar a existencia do céu não haveria inferno, mas somente o espaço a cima de nós - eu abri um sorriso.

Ela se sentou novamente e eu senti seus braços quentes a minha volta.

- Irei fugir Sel, com meu pai. Meu pai  de verdade - senti lágrimas que eu achei que cegaram, rolar por minha face.
- Quem é? - perguntou ela curiosa.
- Ian Somerhalder - eu sorri e vi o espanto em sua face.
- O novo professor de Educação Física? - perguntou ela em tom agudo, se levantando e colocando as mãos na cintura.

Eu imitei sua pose e ao mesmo tom disse.

- È! O professor de Educação Física - ela viu minha ironia e voltou a me abraçar apertada. - Estou livre de mentiras.
- Estamos! - sorrimos.


***
Reviras:

Flufy: OBRIGADA! #Postando... Eu tbm amei seu coment. Beijins de estrelas.

Jó: È! Ele é o pai dela. Vc não consegue falar mas consegue escrever, certo? Haha. OMG para seu coment´tbm. Haha. AMHU DE PAiXÃO!  haha. Você é.POSTABDO# Beijins de estrelaas. LOVE YA.

You Love Gossip: OBIRIGADA! :) O.k. Estarei lá. 

Jemi, Niley, Jelena...A História Vai Mudar???:  WOTTT!! Cara ta fazendo eu chorar!!! MUITOO OBRIGADA! Você também é uma das melhores blogueiras existentes. Não deixa a história perder o apetite. Haha. Mama mia MAIOR BLOGUEIRA!? WOW! Eu nem tenho mais palavras para agradecer.Sensivel? Brilhante? Igual a você? NUSS MUITOOOOOO OBRIGADA! Eu me sinto toda aki#. Um dia... talvez...escritora... eu... Bem vamos esperar. Haha que bom que essa honra aconteceu. WOTTT POSTANDO### E MUITOO OBRIGADA NOVAMENTE>!!! Haha emociono igual eu agora? SOMOS DUAS EMOCIONADAS LOUCAS! *-* Denadin´s; Sempre ai. OK! LOVE YAAAA> E MAIS UMA VEZ: OBRIGADA!

Andressa: OBIRGADA! #POSTANDO# O.k. Entrarei e divulgarei com prazer. Beijins de estrelas. P.s: BEM-VINDA À FAMILIA DDD> 

Gabriela: GABIH FLOR OBRIGADA!! Chorando akie#... LOVE YA. Depois eu posto esse selinho. OBRIGADA>

Polly:  OBRIGADA!  Criativa? NUSS ! OBRIGADÈRRIMA! Pode deixar. Irei entrar e irei até divulga-lo. Beijins de estrelas, obrigada e bem vinda a familia DDD.
Semi Lovers: HAHA Tensérrimo. CONCORDO# POSTANDO JUJUBETE> Haha num enfarta nooop. Como vai ler a continuação? O.k. Com prazer. CLARO QUE È! Você é ótima. Beijins de eestrelas e obrigada! *-*

Jó: Honrada akie# OBRIGADA! 

Gigi: Honrada akie# ² VALEW! 

CAroll: WOTT FLOR OBRIGADA! MUITO OBRIGADA! 2? Nuss valew mesmo.

Kah: OBRIGADA! SIM ELE È O PAI DELA! O.k. Não foi nada. AMHU VOCÊ>

OBRIGADA PELOS COMENT´S! 


Dá uma olhad´s.

Selos: 




Gigi e Jó obrigada girls, e o selinho está Akie.


Para 5 blog´s:  

OBRIGADA PELOS SELOS GIRLS!

P.s: Quem assitiu Piratas do Caribe 4 ?? Não assitiu ainda? Nuss, faça o favor de correr para o cinema mais próximo e assitir. Porque... WOW! Assita e verá.

13 coment´s para o próximo cp, ou +.

AMHU VOCÊS minha família DDD.

Beijins de estrelas.

Ass:Lívia.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Cp 18- O meu verdadeiro pai.

gsdfg
- O que acha que "bruxa" devolve-lo?

As lágrimas já formadas em meus olhos, não caíram. A raiva e o ódio fluíam por minha mente e coração.

- Sem o príncipe presente? Sem chance!

Joe.

Ele estava encostado na porta de meu corpo, com o corpo inclinado para frente.
O doce sorriso brotou em meus lábios. Junto ao sabor da vitoria.

- Não, é bom você estar presente – agora o sorriso brotou dos lábios dela – assim eu não conto toda a verdade sozinha para ela.

Logo meus olhos semi-cerrados se viraram par o olhar do Joe.

Demi off

A garota que se segurava forte, quase desmoronou a ouvir a palavra verdade. Aquela palavra a fez prisioneira do próprio ódio e medo.

- A verdade que seu “príncipe” não teve coragem de olhar em teus olhos e te dizer – a frieza em sua voz era algo que despertava um ódio tão grande no coração amedrontado de Demi.

Ashley com a mão firme em sua cintura e a outra firme no diário ela se virou para Joe.
- Pelo visto, ele não te contou mesmo, não?

- Demi –Joe falou calmamente- eu não... – ele realmente sabia que se aquela verdade fosse revelada poderia mudar muita coisa.
- Ele não é homem o bastante - Ashley terminou a frase. – Joe infelizmente já é tarde demais. Ela te ama – a voz dela era num tom de zombamento.
Uma gargalhada foi o suficiente para Demi quase perder o controle, quase.

Nick onn

Eu acordei, Selena não jazia mais ao meu lado. Aquilo me despertou uma grande possesividade, eu precisava dela. Sentir seus lábios, seu calor.
- Eu estou apaixonado –o meu próprio sorriso eu senti.
Eu me levantei calmamente, e com a mesma roupa de ontem eu desci.
E quando desci eu não acreditava.
Selena jazia deitada no chão, desacordada.

Eu cuidadosamente me agachei até ela e a pus em meu colo, a  carregando para cima.
Coloquei cuidadosamente em cima de sua cama.
Acaricie eu rosto, e foi quando eu me dei conta de dedos vermelhos marcados em sua face.
Um ódio o domou.

Nick off

- Está tudo aqui, escrito do diário dela – ela gargalhou novamente.

- Está mesmo – Demi se pronunciou. – Eu sou mesmo uma menina que acredita em contos de fadas e em felizes para sempre, qual é p problema disso? – aquilo se tornara um fardo para ela.

- O problema é que não existe um felizes para sempre – Ashley foi áspera e ávida nas palavras.

- E você é a prova disso, não? – o queixo de Demi erguido mostrou sua coragem.

O silêncio prevaleceu-se.

- Não, você é a prova disso – Ashley não se deixou abater.

Demi foi tão rápida que os olhos de Ashley nem se quer conseguiram acompanhar os movimentos de Demi, tirando o diário de sua mão.
Finalmente o diário estava com a verdadeira dona, a verdadeira.
Demi estava de frente para a porta, onde Joe a fitava ansiosamente.

- Não adianta fugir da verdade Demi, ela irá aparecer uma hora ou outra – Ashley a viu de frente a Joe.

Joe não abriu espaço para a Demi.

- Demi nunca se esqueça de uma coisa – ele disse baixo -, eu te amo.

O espaço entre eles estava tão grande que as palavras ditas quase não tinham significado.

- Eu nunca esqueceria, quem esqueceu disso foi você.

Ela passou, já na sala ela simplesmente pois sua mochila escolar nas costas.
E se colocou a porta fora.


- Parabéns – Ashley bateu palmas. – Você mesmo a fez sentir ódio por você e eu nem precisei me esforçar para fazer isso.

- Ódio é o que eu sinto por você Ashley – ele se virou para a sala.

E quase como se fosse impossível lágrimas. Lágrimas escorriam por sua fase, rolavam em perfeita sintonia com sua dor.

Ele se dirigiu porta a fora também, como se fosse realmente o fim.


Demi não queria a verdade que Joe estava escondendo dela, ela não queria.
Ela o amava demais para perdê-lo também.
Pois ela mesma já jazia perdida.
Era como se não houvesse papel o suficiente para escrever, palavras existentes para expressar, pensamentos para ter e sentimentos para sentir.

Depois daquela noite que Demi próprio se jogou para longe dele, ela o sentiu tenso. Ela o amava, mas tem algo que não se encaixava.
Ela descobrira sua verdadeira mãe, seu maior sonho que virar o seu piro pesadelo. Estava vindo tudo muito rápido.
Ela só queria poder fugir.
Só.

Ela estava de frente a escola, pronta para recomeçar novamente, fingindo que nada estivesse acontecendo.
Aquilo era a maior loucura que um louco estava disposto a fazer. Esquecer o presente para talvez viver um futuro.
O sinal se deu, e era o sinal da aula.

Demi levantara tão sedo para isso, para poder simplesmente esperar esse sino bater. Ela queria se sentir normal e não... ela.
Ela entrou.

- Educação física – ela disse a si mesma, fechando o seu fichário que acabara de abrir para olhar o horário.

E simplesmente ignorando as lágrimas que insistiam em cair.

Ela continuou a andar ate o ginásio, esquecendo dos trocententes minutos. Esquecendo...

E lá estava ele.
O professor de Ed.Física ao meio da quadra soltando a bola para os molequetes, e deixando meninas a sua volta.
Demi se sentou ao ultimo lado da quadra, tinha vista plena da quadra.
Um longo suspiro foi solto.

- Problemas? – era ele.

Ian o próprio.

- Se fosse só isso – Demi o encarou.

Aqueles grandes olhos azuis.
Ele sentou ao seu lado.

- Se fosse- ele sôo poético. – Sabe, o que quer que estiver enfrentando alguém que ajudará a superar.
- Superarei sozinha –Ela tentou ser forte.
- Não irá.

Demi se virou para o lado, e encarou aqueles olhos novamente.

Demi onn

- Sabe, eu amava alguém, - ele olhou para o chão – ainda amo. Mas ela se foi – ele estava sendo sincero.
- Para sempre? – tentei consolá-lo com a pergunta.
- Não, ela ainda ronda minha mente.
- Cabelos ondulados, lábios finos e olhos... – eu descrevi minha mãe, não sei o porque mas descrevi, como se estivesse falando sozinha, mas não estava.
- Negros... – ele terminou minha frase- tão negros quanto a cor do infinito.

Eu o encarei.
Como ele... sabia?
Então eu achei sua alma. Seus olhos azuis me mostravam tudo. Ele sofria... e era.
Que teoria hipócrita.
Ele não pode ser...
Então eu entendi.

-Como você... – falamos juntos. – Sabe? – terminamos juntos.

Meu coração disparou.
OMG

- Seus pais a espancavam, você vivia com ela uma paixão secreta... – eu sorri, ironicamente como se isso pudesse ser verdade.
- Doce, intocável e perfeita – ele terminou.


Então senti o papel em meu bolso, o papel que eu tinha certeza que continha seu número. Eu não sei nem o porque, porque não vi o papel, mas sei que continha.

- Tenho uma novidade para você –eu tentei ironizar aquilo.

Não é possível.

- Várias... – eu quase abri um sorriso.
Eu o encarei e abri um sorriso, então senti as lágrimas rolarem.

Era real.
Eu sabia!
Era a minha verdade.
Meu sonho!
TUDO!
Eu estava diante da maior verdade, a única pessoa que era para mim estar desde o começo.
Agora olhando eu seus olhos eu sabia.
Aquele era o meu verdadeiro, não só de verdade mais de corpo e alma.
O meu verdadeiro pai.

***

Respostinhas:

Kah: aii que fofa. E eu estou sem palavras o quanto isso significa para mim. Esse é o motivo de escrever, saber o significado disso para você. Obrigada. Beijins de estrelas.

Flufy: Nossa flor, muitoo obrigada. Essas palavras tem um flor tão grande, que nem as estrelas to céu são contáveis para achar a quantidade de felicidade. #Postando. Obrigada. Beijins de estrelas.

Aila: Haha.. obrigada. Talvez sim.. talvez não. Quem sabe? Obrigada. Igual a nó, pq vc tbm é DIVA. Love yaaa.

Maaah: woot flor obrigada. Então estamos quites. Pq eu tbm sôo viciadérrima na sua. Obrigada. Beijins de estrelas.

Jeny: VICIAAA LER SEUS COMENT´S AMIGA! VICIA!!!! Sério? Escritora? Nossa... isso é tão bom de ler. O significado de meu sorriso hoje. OBRIGADA! AEE vivíssimas! Beijins de estrelas. Love yaa. P.s: pq excluiu seu blog?

Dêeh: BEST OBRIGAD E OBRIGADA! Não tenho nem mais palavras para agradecer. Haha, e vc a sua. #Quites. EE Sra. Preguiça ein... Tods rebola forever ein... Love yaaa.


Jemi, Niley, Jelena...A História Vai Mudar???: aii que linda. Que bom que gostou. Sério? Me emocionou agora. De nada, você os merece. Beijins de estrelas.

Jô: Já disse que te amo? Já disse amo ler seus coment´s? MUITOOO OBRIGADA! AMOO VOCÊ! Seu jeito de ser, e seu jeito de mostrar isso. Que coisa, NE? Hum... só lendo para saber. Beijins de estrelas e muitooo obrigada.

Flufy: OBRIGADA! Grande honra.

Joe Jonas e Demi Lovato: OBRIGADAAAAA! Mas como você já viu eu já o postei. OBRIGADA assim mesmo.

Love Game: o.k. Obrigada. Beijins de estrelas e boa sorte.

Laura: WOTT que fofa. Obrigada.

New: ótimo blog. Beijins de estrelas.

Just me: nuss que fofa você. Muitooo obrigada. #POSTANDO. Beijins de estrelas fofa. P.s: seja bem-vinda á família DDD.

È isso.

Espero que tenham gostado.
Desculpas a demora, é que a imaginação pifo. Daiii volto de novo. Graças a Deus!!! (Obrigada Deus)

Há todos que comentaram meus humildes obrigadas. TODOS SOMOS A FAMÌLIA DDD! A família blog mais feliz do MUNDO!




10 coment´s.


Beijins de estrelas.

Love yaaa.


Ass:Lívia.